Conhecer o Concelho de Lagoa - Portal de Turismo do Algarve

Para visualizar correctamente este conteúdo "clique" no botão em baixo e faça download do último plug-in do Flash Player.

Obrigado.

Conhecer o Concelho de Lagoa

Conhecer o Concelho de Lagoa 

Estômbar
Centro urbano defendido por castelo no período árabe, teve importante vida económica associada à exploração do sal e ao tráfego comercial no rio Arade. Local de nascimento do poeta muçulmano Ibne-Ammar (séc. XI) foi, também, terra de origem do guerrilheiro Remexido (1796-1838) que, durante vários anos, manteve inquieto todo o Algarve. O núcleo histórico mantém o encanto de uma típica povoação algarvia, com interessantes chaminés.

Igreja Matriz de São Tiago
Edifício do séc. XVI, sofreu grandes remodelações no séc. XVIII. Frontaria movimentada ao gosto "rocaille", com duas torres e um portal manuelino (séc. XVI). Na fachada sul, outro portal manuelino. Interior de três naves com três capelas na cabeceira. Duas interessantes e raras colunas do templo manuelino com o fuste esculpido representando cenas da vida quotidiana. Valioso conjunto de painéis figurativos de azulejos do séc. XVIII: arca da capela-mor (Ascenção), tímpano (Ressurreição) capela-mor (São Tiago combatendo os mouros, a batalha de Lepanto e cenas do Evangelho) e capelas laterais. Retábulos de talha dourada na capela-mor e restantes capelas. Importante núcleo de imagens dos sécs. XVII e XVIII nos altares e coro alto, com destaque para o Senhor Crucificado em marfim, indo-português (séc. XVII), São Manuel (séc. XVI). Capela do Senhor Jesus Crucificado (séc. XVI), com medalhões renascentistas de São Pedro e São Paulo.

Igreja da Misericórdia
Uma das primeiras fundadas em Portugal, já tinha o hospital a funcionar em 1531. Fachada e interior singelos. Altar-mor e imagens do séc. XVIII.
Nas proximidades existem outros pontos de interesse merecedores de uma visita.

Sítio das Fontes
Localizado num esteiro do rio Arade, integra num local aprazível um eco-museu (antigo moinho, casa do moleiro e nora), uma área de educação ambiental e um espaço de lazer com parque de merendas e auditório descoberto.

Gruta de Ibne-Ammar
Situada junto ao rio Arade. Local de achados arqueológicos do Calcolítico e Idade do Bronze.

Convento do Parchel
Perto da localidade de Calvário. Fundado no séc. XVII, não foi reconstruído após o terramoto de 1755. Restos de pinturas murais e azulejos. Sepulturas e celas dos frades. Perto, foi localizada uma estação arqueológica romana.

Ermida de Santo António
Nas proximidades de Mexilhoeira da Carregação, sobre um outeiro. Excelente miradouro sobre o rio Arade.

Ferragudo
Povoação de pescadores desde tempos imemoriais (existiram tanques de salga romanos junto ao Forte de São João de Arade), teve muralhas de defesa na idade Média, de que existem ainda vestígios.
Mantém o seu carácter de casario em cascata até ao rio, encimado pelo perfil da igreja situada sobre uma colina. Ruas pitorescas de casas brancas, com telhados recortados por chaminés rendilhadas.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição
Estrutura arquitectónica típica de um templo rural. Nos altares do séc. XIV, um estimável conjunto de imagens dos sécs. XVII e XVIII. Na sacristia, uma imagem de dupla face (Nossa Senhora, Senhor Crucificado), possivelmente do séc. XV, e um São Sebastião do séc. XVI. Colecção de "ex-votos" de marinheiros e pescadores, pintados de forma "naïf" descrevendo os milagres da padroeira. Pequenos painéis de azulejos figurativos no interior e exterior (séc. XVIII). O adro é um magnífico miradouro sobre o mar, o rio Arade e a cidade de Portimão.

Forte de São João de Arade
Constituía, com a fronteira fortaleza de Santa Catarina, a defesa do estuário do rio Arade. Origem em torre de vigia do séc. XV, foi ampliado nos sécs. XVII/XVIII. Sofreu, por iniciativa do poeta Coelho Carvalho, grandes obras de adaptação a residência, no início do séc. XX, que lhe deram o romântico aspecto actual. Hoje é uma propriedade privada.
Na costa de arribas recortadas por pequenas praias de grande beleza, os vestígios de duas torres de atalaia medievais para aviso dos ataques de piratas e corsários, na Ponte da Atalaia e na Quinta da Torre os vestígios de duas torres de observação medievais que alertavam para os ataques de piratas e corsários.

Porches
Existiu, há tempo, uma antiga povoação romana e medieval denominada Porches Velhos que, possivelmente, deu origem a esta típica aldeia algarvia empoleirada num outeiro. Numa das ruas estreitas, uma quase monumental chaminé de dois andares, ex libris da povoação.

Igreja Matriz
Construção do séc. XIX sobre anterior edifício do séc. XVI, de que resta a capela-mor, com abóbada de nervuras e revestida a azulejo do séc. XVIII. Retábulo da capela-mor em talha dourada com imagens (séc. XVIII ). Entre as alfaias de culto, uma custódia em cobre dourado.

Ermida de Nossa Senhora da Rocha
Construída sobre um estreito rochedo que penetra o mar. Edificação de origens recuadas, pois um dos capitéis do nartex é visigótico (séc. VI/VIII), a ermida incorpora pedras de anteriores edificações romano/medievas existentes nas imediações. Estrutura arquitectónica muito interessante rematada por cúpula octogonal. No interior, uma valiosa imagem da padroeira (Virgem e o Menino) do séc. XVI.
Envolveu a ermida uma antiga fortaleza (origem no séc. XV) de defesa da costa, destruída pelo terramoto de 1755.
A alguma distância, as ruínas da barragem romana de Ponte dos Mouros. 

Carvoeiro
Longe vão os tempos em que da praia do Carvoeiro partiam os barcos para as armações do atum, prontos para a luta entre os pescadores e esses grandes peixes aprisionados nas redes.
O anfiteatro de casario continua, porém, a debruçar-se sobre o porto onde os coloridos barcos dos pescadores preparam a faina de cada dia, como vem acontecendo desde tempos imemoriais. Mas o Carvoeiro de hoje é, também, um centro turístico internacional. No topo de uma arriba, o que resta das muralhas do forte de Nossa Senhora da Conceição (séc. XVII). No interior do forte, a ermida de Nossa Senhora da Encarnação, da devoção dos pescadores.
Perto ficam as insólitas formações rochosas esculpidas pelo vento e pelo mar do Algar Seco, com as suas formas fantasiosas e a romântica Varanda dos Namorados. Em dias de marés vivas, o mar transforma as muitas furnas em ruidosos órgãos.
Frente ao Cabo Carvoeiro, travou-se, em 1554, uma batalha naval entre uma armada portuguesa e o corsário turco Xaramet, que assolava as costas algarvias e viu desbaratada a sua frota.

A Arte Do Povo
Falar de artesanato em Lagoa é falar de cerâmica, tão grande é a tradição do trabalho em barro e tão numerosos os artífices que se dedicam à sua decoração. Com predominância dos azuis que, recordando o mar tão próximo, incluem o turquesa, a cerâmica de Lagoa atrai pelo seu colorido e pelas suas formas.
Outros tipos de artesanato existem em Lagoa e no seu concelho. Desde a construção de miniaturas de barcos de pesca e das garridas carroças algarvias, aos trabalhos em pano, bordados em linho, arranjos de flores secas, cadeiras em tabúa, bonecos de pano e lã, das miniaturas com conchas, pinturas em tecidos, tapeçarias, ferro forjado e, como acontece em todo o Algarve, os mimosos trabalhos de empreita com a cor da palma ou tingida com corantes vegetais: alcofas, pequenas bolsas, capachos, etc.

Viva os Desportos de Mar!
Windsurf, vela, mergulho, esqui aquático, surf. Desportos que o litoral de Lagoa proporciona a partir das suas muitas praias. Para dias de férias revigorantes e activas.

O Prazer Do Sol e Do Mar
Visto do mar, o litoral é uma sucessão de falésias coloridas, de rochedos de formas estranhas, de grutas a que a transparência das águas amplia a beleza quase irreal. As praias, ora são areais extensos, ora pequenas conchas a que apenas se tem acesso de barco.

Angrinha e Praia Grande 
Duas praias junto a Ferragudo separadas pelo Forte de São João de Arade. Em Angrinha, equipamento para a prática de windsurf e canoagem.
 
Pintadinho 
Pequena praia de águas calmas.
 
Caneiros 
Entre arribas de grande beleza. Em frente, o colorido rochedo do Leixão das Gaivotas. Muito tranquila.
 
Carvoeiro
0 encanto de uma praia de pescadores e de uma pequena baía de águas transparentes. Centro turístico cosmopolita. Podem alugar-se barcos para visita das grutas e praias isoladas.

Vale de Centeanes
Cenicamente localizado entre rochedos e falésias. Condições para a prática de surf.

Benagil
Encantadora praia junto a uma pitoresca aldeia de pescadores. Possibilidade de aluguer de barcos para atingir praias isoladas.

Carvalho
Extensão de areia entre falésias ocres. Tranquila. Equipamento turístico.

Marinha, Barranquinho, Albandeira e Barranco
Sucessão de praias de pequena dimensão que podem ser atingidas pelo litoral através das rochas e dos túneis naturais. Pouco frequentadas e tranquilas.

Praia Nova e Nossa Senhora da Rocha
Duas praias separadas pelo esporão de pedra em que se ergue a Capela de Nossa Senhora da Rocha, mas ligadas por um túnel. Possibilidade de aluguer de barco para visita do litoral ou atingir praias isoladas.

Cova Redonda
Pequeno e encantador areal entre falésias. Equipamento turístico.

Tudo Começa No Vinho
A tradição da cultura da vinha no Algarve é milenar e, mesmo durante a presença árabe, ela prosseguiu. Não é de estranhar, portanto, que na região se produzam bons vinhos e que Lagoa seja o coração dessa produção, atendendo ao facto de ser o centro de um ecossistema específico, com solos de areia.
Os vinhos brancos e tintos de Lagoa são aromáticos, leves e macios. Igualmente a partir de castas regionais, são produzidos vinhos aperitivos secos e doces.
Mas nem só de vinho vive o homem. Por isso, Lagoa oferece ao paladar, além da sempre apetitosa sardinha assada, perfumadas sopas de peixe a que não falta a folha de louro, ensopado de peixe, carapaus alimados, feijão branco com buzinas, papas de milho com sardinha ou berbigão, polvo no forno e as pitorescas receitas de carne do cozido de rabo de boi ceio, grão e o borrego arabesco, evocador de uma herança nunca esquecida.
Nos doces, a escolha recai entre os muito algarvios morgadinhos de massa de amêndoa com formas de objectos, animais e flores, o pudim feito com as sumarentas laranjas algarvias, o bolo de chila e os florados de Lagoa, sabendo a amêndoa.

Actualizado em: 16-11-2017

Visitante: 44078345

  • Turismo de Portugal